Vitamina D – Como repor em seu corpo e o que acontece com o nosso organismo?

Como no último post falamos sobre o sol e sobre como ele é responsável pela síntese de vitamina D no nosso organismo, hoje quero falar sobre a suplementação de vitamina D.

 

Muitos pacientes me perguntam se deveriam tomar sol para melhorar seus níveis baixos dessa vitamina. Mas não é bem por aí.

como-repor-vitamina-D

Nossa pele é o órgão responsável por sintetizar a maior parte da vitamina D que o corpo necessita.

Essa vitamina traz diversos benefícios ao organismo, dentre eles, manter as taxas de cálcio e fósforo no sangue.

Todos esses benefícios, auxiliam no combate à osteoporose, doenças cardiovasculares, entre outras.

Quais os problemas que podemos ter?

A radiação necessária para que essa síntese ocorra na pele, é a UVB e  já ouviram falar que essa radiação provoca mutações nas nossas células, que podem levar ao câncer de pele né.

Outro problema que também pode surgir é a aceleração do envelhecimento.

vitamina d

E para sintetizar a vitamina, precisamos pegar esse sol sem protetor solar.

E o pior é que com o passar dos anos nossa capacidade de síntese desse nutriente é reduzida, o que propicia o surgimento de algumas doenças e disfunções, resultado da falta dessa vitamina no organismo.

Como evitar?

Para evitar que possíveis problemas se agravem, é necessário encontrar maneiras de repor as taxas da vitamina D.

Tomar sol é, sem dúvidas, a forma mais prática de resolver isso.

Porém, quem sofre com melasma, por exemplo, pode solucionar um problema e agravar outro.

Pessoas muito brancas podem provocar aparecimento de câncer de pele.

Entre esses e outros casos, o indicado é fazer a suplementação de vitamina D, utilizando vitamínicos e uma alimentação equilibrada, sempre receitados por um especialista.

Converse com um dermatologista e saiba como manter as taxas de vitamina D no organismo em dia e com segurança.

 

vitamina d

Você que já é nosso cliente, já conhece todos esses procedimentos e como cuidamos para que seu organismo esteja sempre equilibrado.

Para que possa fazer um pré-agendamento, deixamos um formulário abaixo e assim que recebermos, iremos entrar em contato para verificar as datas e outros detalhes.

Te vejo em breve, com seu corpo equilibrado. 😉


Cuidado com Mãos e PésTerapia CapilarTratamentos CorporaisTratamentos Faciais

Formada pela Universidade de Cuiabá-MT – CRM/MT 5166, com especialização em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD – RQE 3793 e Professora da Faculdade de Medicina de Várzea Grande – UNIVAG.

Queda de cabelo: As 15 causas mais frequentes…

doenças-que-causam-queda-de-cabelo

Queda de Cabelo: "Vou ficar careca?" ou "Preciso tratar?".

Para isso resolvi listar as causas mais comuns de queda, temporária e definitiva.

Sabemos que no dia a dia podemos perder em torno de 100 fios de cabelo.

Isso é normal porque nossos fios tem fases diferentes do ciclo de crescimento, uns entram em fase de queda normal e vão caindo todo dia um pouco.

Essas fases do ciclo capilar tem uma duração individual, é diferente entre as pessoas.

Além disso, pessoas que tem mais fios, ou seja, um cabelo mais volumoso, vão perder mais fios por dia porque isso é proporcional à quantidade de fios, e quanto mais comprido o cabelo maior é o monte que se forma na palma da mão quando juntado, e isso as vezes assusta mais.

Nessas quedas normais não costumamos ver áreas de rarefação intensas porque o cabelo cai difusamente.

Quando ocorre uma diminuição duradoura ou definitiva de fios, observa-se gradativa rarefação capilar, o cabelo vai ficando ralinho e, às vezes, com falhas.

Existe uma causa!

O cabelo só tem chance de voltar a crescer se essa causa for identificada e resolvida.

Apesar de nem sempre ser possível remover os fatores desencadeantes dessa queda de fios, podemos controlar sua evolução se conseguirmos identificá-los.

mulher-com-queda-de-cabelo

Causas mais frequentes de diminuição definitiva dos fios

  • Causas hereditárias também conhecidas como alopécia androgenética feminina ou masculina
  • Uso de medicamentos que provocam queda de cabelo
  • Estímulo exagerado da imunidade
  • Produtos agressivos usados nos salões
  • Uso abusivo de alongamento capilar
  • Compulsão em arrancá-los
  • Algumas doenças do couro cabeludo: calvície, alopecia androgenética feminina, alopecia frontal fibrosante, foliculite decalvante, alopecia areata, dentre outras
  • Algumas doenças sistêmicas crônicas (exemplo: Lúpus Eritematoso Sistêmico)

Causas mais frequentes de queda temporária de cabelos

  • Dietas muito restritivas com diminuição considerável de peso
  • Pós-parto
  • Estresse emocional importante
  • Febre muito alta
  • Pós-cirurgia
  • Na recuperação de doenças agudas
  • Na pausa de contraceptivos.

Em qualquer situação de queda de cabelos, o mais importante é ser examinado pelo médico dermatologista que irá identificar em qual categoria se enquadra a queda e, de acordo com isso, direcionar a investigação.

Algumas vezes ambas as situações podem coexistir num mesmo momento, justificando abordagem imediata com a intenção de aliviar a queda aguda, seguida de avaliação detalhada para dar sequência ao tratamento da diminuição de fios já existente.


Você que já é nosso cliente, já conhece todos esses procedimentos e como cuidamos para que evite a queda de cabelos e doenças do couro cabeludo.

Para que possa fazer um pré-agendamento, deixamos um formulário abaixo e assim que recebermos, iremos entrar em contato para verificar as datas e outros detalhes.

Te vejo em breve, sem queda de cabelos. 😉


Cuidado com Mãos e PésTerapia CapilarTratamentos CorporaisTratamentos Faciais

Formada pela Universidade de Cuiabá-MT – CRM/MT 5166, com especialização em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD – RQE 3793 e Professora da Faculdade de Medicina de Várzea Grande – UNIVAG.

Rejuvenecimento facial: novas técnicas para te deixar mais jovem e bonita

Rejuvenecimento facial: A grande inovação é que o dr. Maurício de Maio, cirurgião plástico brasileiro, conseguiu mapear com exatidão pontos específicos do rosto que, ao serem preenchidos com um produto chamado ácido hialurônico, que resultam num efeito lifting sem cirurgia.

rejuvenecimento facial

Qual a inovação para o rejuvenecimento facial?

Qual é a grande inovação desse Códigos Médicos (MD Codes) para o rejuvenecimento facial, visto que nós, médicos, já injetamos esse ácido há mais de 20 anos?
Não é incomum que os pacientes desconheçam qual área deve ser tratada para melhorar o que lhes incomoda.

rejuvenecimento facial

Muitas vezes, para melhorar o bigode chinês precisamos tratar a região acima da bochecha, próxima aos olhos.

Com os esses códigos, conseguimos explicar porque a melhora em uma determinada área do rosto pode ser alcançada sem que o produto seja aplicado diretamente nela.

Nosso papel é fazer com que o paciente compreenda quais são as prioridades no seu tratamento.
A durabilidade do preenchimento varia de acordo com a área tratada e o produto utilizado.

rejuvenecimento facial

Quais os produtos mais adequados?

Para alcançar o rejuvenecimento facial, cada área e cada efeito desejado exige um produto diferente.

Géis mais espessos são usados para dar sustentação à pele, outros mais fluidos para definir contornos e devolver volume.

Apenas médicos são capazes de conhecer com profundidade a anatomia da pele e da face para encontrar esses pontos de injeção.

Qualquer milímetro fora do lugar pode comprometer o resultado final.

rejuvenecimento facial

E claro, existem segredos na maneira de aplicação para os quais não basta ler o livro.
A indicação do procedimento se dá pela necessidade e não pela idade.

Se o paciente apresenta rugas e linhas de expressão, ou mesmo flacidez de pele, pode começar a realizar os pontos específicos para diminuir a progressão do envelhecimento.
O código médigo ou o MD codes, revolucionou a dermatologia, pois agora é possível obter resultados cirúrgicos sem cortar.

Porém, esse tratamento serve para sustentar e volumerizar, sendo necessário cuidar também da parte mais superficial da pele.

Isso pode ser feito com cremes, peelings, laser, luz pulsada e radiofrequência, que também são fantásticos em associação com os códigos médicos, pois promovem o tratamento de manchas, vasos e linhas finas.

Converse com seu dermatologista e veja se ele é qualificado para aplicar essa técnica.


Você que já é nosso cliente, já conhece todos esses procedimentos e como usamos os códigos médicos para rejevenecer sua pele.

Para que possa fazer um pré-agendamento, deixamos um formulário abaixo e assim que recebermos, iremos entrar em contato para verificar as datas e outros detalhes.

Te vejo em breve, mais jovem e bonita. 😉


Cuidado com Mãos e PésTerapia CapilarTratamentos CorporaisTratamentos Faciais

Formada pela Universidade de Cuiabá-MT – CRM/MT 5166, com especialização em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD – RQE 3793 e Professora da Faculdade de Medicina de Várzea Grande – UNIVAG.