09 fev.17
vitamina d

Sol… Quais os problemas? Faz bem, ou faz mal à saúde?

Tenho muitas pacientes que detestam pegar sol, mas muitas adoram.

As que gostam dizem que o sol pra elas é vida!

E existem estudos que mostram que para algumas pessoas o sol realmente traz bem estar e melhora o humor.

Mostram também, que populações de países com baixa quantidade de claridade são mais propensas à depressão.

Mas nós não temos esse problema no Brasil porque temos muitas horas de sol por dia e alto índice de radiações vindas dele.

Então tudo vai depender dos horários e do tempo de exposição à radiação solar.

perigos-do-sol
Fonte: Revista Galileu

Como aproveitar o sol?

Durante o verão as atividades ao ar livre são mais frequentes, seja por quem mora em locais que tem inverno e querem aproveitar mais o calor ou porque os dias são mais longos.

Muitas pessoas saem do trabalho no final da tarde para dar um passeio no parque com sol.

E é nesta época do ano em que a radiação solar incide com maior intensidade, por isso, a exposição excessiva pode resultar em lesões na pele.

Essas lesões, podem ser as queimaduras e irritações e desencadear problemas de saúde com danos maiores como, melasmas e até mesmo câncer.

 

uva-uvb

Raios UV-A - Intensidade solar

A radiação solar de intensidade constante durante o dia, mais conhecida como UV-A, atinge a pele da mesma forma em todas as estações e também durante todo o dia.

Os raios UV-A penetram profundamente na pele e são um dos principais causadores do envelhecimento e câncer de pele.

POdem causar também o aparecimento de manchas escuras, também chamadas de melasma.

Os raios UV-A não podem ser bloqueados pelo vidro do carro, por exemplo e os danos provocados à pele só podem ser percebidos a longo prazo.

Raios UV-B - Mais intensos e responsáveis pelo bronzeamento

Mais intensos que os UV-A, os raios UV-B são parcialmente absorvidos pela camada de ozônio, atingindo a camada mais superficial da pele, sendo os responsáveis pela produção de vitamina D e por estimular a produção da melanina, gerando o efeito “bronzeamento”.

Mas também, são perigosos e responsáveis pelas queimaduras solares.

bronzeada

Não se engane!

Aquela pele dourada, sinônimo de saúde e beleza, nada mais é do que o efeito da radiação sobre a superfície da pele, provocada pela excessiva exposição ao sol.

Para proteger o DNA celular, os melanócitos da pele formam a melanina que serve como um "guarda-sol" em cima do DNA, protegendo nossas células de mutações que podem formar o câncer de pele.

Quanto mais melanina, mais cor na pele.

As peles morena e negra possuem uma quantidade maior de melanina o que, de certa forma, protege as células da pele das agressões externas dos raios ultravioleta. e lhes dá maior proteção contra o câncer de pele.

Mas apesar disso, as peles mais escuras estão mais propensas a manchas, então a proteção solar está indicada para todos os tipos de pele.

 

Então gente...

O sol faz bem mas não devemos nos expor diretamente a ele principalmente nos horários de maior índice de radiação UVB.

Nunca devemos nos expor sem proteção solar, seja química ou mecânica... mas isso vou deixar para assunto de outro post.


Você que já é nosso cliente, já conhece todos esses procedimentos e como cuidamos para que se sinta bem, cada vez mais jovem e bonita.

Para que possa fazer um pré-agendamento, deixamos um formulário abaixo e assim que recebermos, iremos entrar em contato para verificar as datas e outros detalhes.

Te vejo em breve, mais jovem, bonita e bronzeada. 😉


Cuidado com Mãos e PésTerapia CapilarTratamentos CorporaisTratamentos Faciais

Formada pela Universidade de Cuiabá-MT – CRM/MT 5166, com especialização em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD – RQE 3793 e Professora da Faculdade de Medicina de Várzea Grande – UNIVAG.

Comentários

comentários

/clinicaleticiabortolini

/clinicaleticiabortolini

Formada pela Universidade de Cuiabá-MT – CRM/MT 5166, com especialização em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD – RQE 3793 e Professora da Faculdade de Medicina de Várzea Grande – UNIVAG.

Comentários

comentários