Caspa… Verdades e Mitos

A caspa é um dos sintomas mais comuns da dermatite seborréica no couro cabeludo, inflamação caracterizada por oleosidade excessiva, descamação, coceira e vermelhidão.

Essa descamação pode variar desde finas escamas (lembrando polvilho), até a formação de crostas. muitas vezes aderidas

Algumas vezes, ao serem removidas podem deixar o couro cabeludo ferido.

estresse-caspa

Quais as causas mais comuns da caspa?

Suas causas ainda não estão totalmente esclarecidas.

Sabe-se que o estresse é um importante fator desencadeante, assim como a presença de fungos.

Dependendo da evolução do quadro, pode associar-se à alopecia androgenética e acelerar a perda capilar.

 

Por isso, além de ser um incômodo e até motivo de constrangimento, a caspa pode ter consequências mais sérias, afetando a saúde do couro cabeludo.

Há maneiras modernas de diagnóstico de doenças do cabelo e do couro cabeludo, dentre eles a tricoscopia digital, que aumenta em até 200 vezes a imagem e a transfere para a tela do computador.

caspa_no_cabelo_0

Nesse exame o paciente pode acompanhar as imagens e entender melhor o que o dermatologista está vendo e avaliando. Também ajuda a observar e comparar a melhora após o tratamento adequado.

Se você sofre com esse problema, agende uma consulta e conheça o tratamento mais adequado para o seu caso. Ninguém melhor do que seu dermatologista de confiança para explicar a doença e orientar o que deve ser feito.


Você que já é nosso cliente, já conhece todos esses procedimentos e como cuidamos do seu couro cabeludo para que não existam caspa.

Para que possa fazer um pré-agendamento, deixamos um formulário abaixo e assim que recebermos, iremos entrar em contato para verificar as datas e outros detalhes.

Te vejo em breve, mais jovem, bonita e sem caspa. 😉


Cuidado com Mãos e PésTerapia CapilarTratamentos CorporaisTratamentos Faciais

Formada pela Universidade de Cuiabá-MT – CRM/MT 5166, com especialização em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD – RQE 3793 e Professora da Faculdade de Medicina de Várzea Grande – UNIVAG.

Queda de cabelo: As 15 causas mais frequentes…

doenças-que-causam-queda-de-cabelo

Queda de Cabelo: "Vou ficar careca?" ou "Preciso tratar?".

Para isso resolvi listar as causas mais comuns de queda, temporária e definitiva.

Sabemos que no dia a dia podemos perder em torno de 100 fios de cabelo.

Isso é normal porque nossos fios tem fases diferentes do ciclo de crescimento, uns entram em fase de queda normal e vão caindo todo dia um pouco.

Essas fases do ciclo capilar tem uma duração individual, é diferente entre as pessoas.

Além disso, pessoas que tem mais fios, ou seja, um cabelo mais volumoso, vão perder mais fios por dia porque isso é proporcional à quantidade de fios, e quanto mais comprido o cabelo maior é o monte que se forma na palma da mão quando juntado, e isso as vezes assusta mais.

Nessas quedas normais não costumamos ver áreas de rarefação intensas porque o cabelo cai difusamente.

Quando ocorre uma diminuição duradoura ou definitiva de fios, observa-se gradativa rarefação capilar, o cabelo vai ficando ralinho e, às vezes, com falhas.

Existe uma causa!

O cabelo só tem chance de voltar a crescer se essa causa for identificada e resolvida.

Apesar de nem sempre ser possível remover os fatores desencadeantes dessa queda de fios, podemos controlar sua evolução se conseguirmos identificá-los.

mulher-com-queda-de-cabelo

Causas mais frequentes de diminuição definitiva dos fios

  • Causas hereditárias também conhecidas como alopécia androgenética feminina ou masculina
  • Uso de medicamentos que provocam queda de cabelo
  • Estímulo exagerado da imunidade
  • Produtos agressivos usados nos salões
  • Uso abusivo de alongamento capilar
  • Compulsão em arrancá-los
  • Algumas doenças do couro cabeludo: calvície, alopecia androgenética feminina, alopecia frontal fibrosante, foliculite decalvante, alopecia areata, dentre outras
  • Algumas doenças sistêmicas crônicas (exemplo: Lúpus Eritematoso Sistêmico)

Causas mais frequentes de queda temporária de cabelos

  • Dietas muito restritivas com diminuição considerável de peso
  • Pós-parto
  • Estresse emocional importante
  • Febre muito alta
  • Pós-cirurgia
  • Na recuperação de doenças agudas
  • Na pausa de contraceptivos.

Em qualquer situação de queda de cabelos, o mais importante é ser examinado pelo médico dermatologista que irá identificar em qual categoria se enquadra a queda e, de acordo com isso, direcionar a investigação.

Algumas vezes ambas as situações podem coexistir num mesmo momento, justificando abordagem imediata com a intenção de aliviar a queda aguda, seguida de avaliação detalhada para dar sequência ao tratamento da diminuição de fios já existente.


Você que já é nosso cliente, já conhece todos esses procedimentos e como cuidamos para que evite a queda de cabelos e doenças do couro cabeludo.

Para que possa fazer um pré-agendamento, deixamos um formulário abaixo e assim que recebermos, iremos entrar em contato para verificar as datas e outros detalhes.

Te vejo em breve, sem queda de cabelos. 😉


Cuidado com Mãos e PésTerapia CapilarTratamentos CorporaisTratamentos Faciais

Formada pela Universidade de Cuiabá-MT – CRM/MT 5166, com especialização em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD – RQE 3793 e Professora da Faculdade de Medicina de Várzea Grande – UNIVAG.