Envelhecimento das mãos

O envelhecimento acontece em todo nosso corpo, não só na face, ou no colo e no pescoço.

As mãos demonstram muito a idade cronológica das pessoas.

envelhecimento das maos

Elas são atingidas por muita radiação solar ao longo da vida e isso acelera o envelhecimento cutâneo, a perda de colágeno e elastina, afina a epiderme, e aparecem muitas manchas.

Para não ficar com vergonha de mostrar suas mãos, comece desde cedo a tomar cuidado com o sol, usando protetor solar e luvas de tecido que tenha protetor solar também.

envelhecimento das maos

Não deixe suas mãos ressecadas.

Nós lavamos as mãos várias vezes por dia, e esse hábito retira os lipídios da camada mais externa da pele pela ação dos sabonetes.

Com isso a pele fica ressecada, feia, opaca.

Quais os sabonetes usar para evitar o envelhecimento das mãos?

É preciso usar sabonetes com pH próximo do pH da pele, e sempre hidratar com cremes específicos.

Sua dermato pode prescrever um creme individualizado, não para o seu problema, mas para o seu cuidado diário!

Existem ainda muitos procedimentos que podem ajudar você a ter lindas mãos, para usar e abusar de todos os anéis maravilhosos que você tem ou quer ter.

envelhecimento das maos

Não precisa ficar escondendo as mãos nos bolsos com vergonha da aparência delas. Confie na sua dermato e tenha a pele bem cuidada.


Você que já é nosso cliente, já conhece todos esses procedimentos e como cuidamos para que suas mãos envelheçam mais tarde.

Para que possa fazer um pré-agendamento, deixamos um formulário abaixo e assim que recebermos, iremos entrar em contato para verificar as datas e outros detalhes.

Te vejo em breve, com mãos jovens e bonitas. 😉


Cuidado com Mãos e PésTerapia CapilarTratamentos CorporaisTratamentos Faciais

Formada pela Universidade de Cuiabá-MT – CRM/MT 5166, com especialização em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD – RQE 3793 e Professora da Faculdade de Medicina de Várzea Grande – UNIVAG.

Cuidados que fazem a diferença: colo e pescoço.

Estão aí duas áreas praticamente negligenciadas no nosso cuidado diário. Quando muito passamos o mesmo hidratante usado no corpo não é mesmo?

Eu assisto muuuuito pouco as novelas ultimamente, mas não pude deixar de perceber e admirar a atriz Glória Pires, nessa novela Babilônia, porque ela está lindíssima. E o que mais me chamou a atenção foram os decotes enormes que sua personagem usa, deixando evidente um colo lindo e bem cuidado.

gloria

Mas o colo recebe muita incidência de sol nas pessoas que vivem em climas quentes. Seja pelo uso de roupas mais decotadas, a baixa adesão ao uso do protetor solar em áreas extra-faciais, trabalho com maior exposição ao sol, ou quem não abre mão de um lindo bronzeado. Esse sol, como sempre falo, prejudica a pele e acelera o seu envelhecimento.

imagens-09

No pescoço observamos perda de firmeza, formação de rugas horizontais e flacidez. No colo, a pele começa a ficar avermelhada, opaca, com formação de dezenas de pequenos vasinhos, e desidratada, sem vida.

Além de laseres, que podem ser usados nessa região para estimular a produção de colágeno e por consequência melhorar a firmeza da pele, podemos usar peelings para que ela descame e promova sua renovação superificial.

E uma técnica já consagrada e fantástica para recuperar o “viço”, o turgor da pele jovem, é a hidratação subcutânea ou skinbooster. Nesse procedimento injetamos gotículas de ácido hialurônico fino, que não tem capacidade de fazer volume, mas aumentam a retenção de água no local, melhorando a hidratação cutânea por mais tempo.

O resultado é uma pele linda, viçosa, brilhante, com turgor de pele adolescente.

Não existe milagre gente, existem dermatologia e procedimentos! rsrsrs

Formada pela Universidade de Cuiabá-MT – CRM/MT 5166, com especialização em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD – RQE 3793 e Professora da Faculdade de Medicina de Várzea Grande – UNIVAG.

Acne: um mal que tem solução.

imagens-13

Muito se fala e se especula sobre Acne, e não é pra menos, afinal ela atinge em média 80% da população. Estudos recentes tem destacado o impacto psicossocial que essa doença gera em todas as faixas etárias, pois, por afetar a aparência, influencia nas relações pessoais e profissionais, levando a baixa autoestima, frustração, raiva, vergonha, prejuízos na autoimagem, ansiedade e depressão. Esses efeitos são profundos e complexos, podendo afetar a personalidade de forma permanente.
Acne é uma doença inflamatória do folículo pilo sebáceo, causada por vários fatores como: genético, hormonal, hiperprodução sebácea, hiperqueratinização folicular, inflamação das glândulas, e aumento da colonização bacteriana pelo Propionibacterium acnes.
Por esses motivos, e outros como a probabilidade de causar cicatrizes atróficas (deprimidas) muito difíceis de tratar posteriormente, o diagnóstico correto e tratamento por um dermatologista é fundamental, e que seja precoce. Nada de passar o que o colega da escola está passando, ou usar o creme que a vizinha disse que mudou a vida dela.
Cada um tem uma característica individual de pele e de resposta aos medicamentos e cosméticos.
Uma coisa que meus pacientes sempre perguntam é se alimentos podem agravar a acne. Então vamos lá:
- Leite: sim, pode agravar a acne porque contém hormônios e fatores de crescimento;
- Açúcares: sim, porque aumenta os níveis glicêmicos e de insulina, aumentando outros hormônios relacionados que induzem maior secreção das glândulas sebáceas;
- Suplementos Proteicos: sim, podem precipitar ou exacerbar a acne, novamente pelos mesmos motivos acima.
Também recebo muito no consultório, o que chamamos de acne da mulher adulta. Sim, mulheres adultas que permanecem com acne desde a adolescência, ou abriram o quadro depois dos 25 anos. Esses quadros devem ser investigados quanto a alterações hormonais, para otimizar o tratamento da pele.
Crianças também podem ter acne, não é o comum, deve ser invetigado algum fator causal.
Enfim, ninguém precisa conviver com uma doença que tem tratamento. “É preciso acabar com alguns mitos e distorções que envolvem a acne, ainda vista como um mal passageiro que se resolve com o tempo”.
Confie no seu médico, ele vai fazer de tudo para que você tenha uma pele bonita e saudável.

Formada pela Universidade de Cuiabá-MT – CRM/MT 5166, com especialização em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD – RQE 3793 e Professora da Faculdade de Medicina de Várzea Grande – UNIVAG.

Radiofrequência contra a flacidez facial e corporal!

Com o passar dos anos nosso corpo vai reduzindo a capacidade de produzir colágeno, que é o material que sustenta com firmeza nossa pele. Perder a elasticidade e a firmeza faz parte do processo natural de envelhecimento. Isso pode ser mais marcante ou menos, de acordo com a genética de cada um, ou de acordo com a cor da pele. Também pode ser mais acentuado em quem sofre do efeito sanfona de engordar e emagrecer, o abdome das mulheres depois de gestações, na face o efeito do envelhecimento piorado pelo sol, e por aí vão várias causas de flacidez.

Na nossa clínica temos um aparelho que utiliza a tecnologia de radiofrequência para combater a flacidez, facial e corporal. A radiofrequência utiliza o calor controlado para aquecer a pele e estimular as células a produzirem colágeno. No caso do aparelho que utilizamos, o FREEZE, combina a radiofrequência com os pulsos magnéticos, que aumentam a produção de fatores de crescimento de vasos sanguíneos e proliferação das células produtoras de colágeno.

freeze_banner_300x300 Freeze-OK-458x620

 A radiofrequência apresenta um efeito lifting superficial imediato, que chamamos de "efeito cinderela", que dura algumas horas. Já o estímulo à produção de colágeno continua na profundidade, e vai aumentando à medida que as semanas vão passando e mais sessões vão sendo realizadas.

Agende conosco uma avaliação para que possamos mostrar melhor o que podemos fazer para o seu tratamento de flacidez corporal e facial, e também de alguns tipos de celulite. Venha fazer uma sessão na sexta feira e aproveite o "efeito cinderela" para os seus eventos sociais no final de semana. Arrase!

Formada pela Universidade de Cuiabá-MT – CRM/MT 5166, com especialização em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD – RQE 3793 e Professora da Faculdade de Medicina de Várzea Grande – UNIVAG.

Psoríase… você conhece?

O post de hoje é pra falar de doença.

Sim, porque doença é o nosso dia a dia como médicos, e a população precisa estar informada sobre alguns aspectos gerais para poder melhorar o nível de prevenção na saúde.

A Psoríase é uma doença inflamatória crônica, mediada por fatores imunes. E o principal, não é contagiosa. Muitas pessoas sofrem ainda preconceito porcausa de suas lesões aparentes. E muito além da aparência, algumas lesões dificultam o dia a dia, ou até mesmo impedem atividades simples (ex da doença em palmas e plantas dos pés). Isso tudo tem um impacto muito grande na qualidade de vida desses pacientes.

FolderFechamento2014.ai

Não bastasse isso, hoje já sabemos que ela é uma doença sistêmica. Mas que diabos é isso? A mancha não fica só na pele? Pois então... ela não é só uma mancha na pele. O seu mecanismo de ação imunológico atinge também as articulações, levando a uma forma de artrite grave, que pode evoluir com deformidades se não tratada. Sabemos também que esta associada a doenças cardiovasculares (novamente pelo mecanismo imunológico entre outros fatores ainda não exatamente confirmados) como hipertensão, aterosclerose, até infarto do miocárdio. Além disso obesidade, aumento de colesterol, diabetes, depressão, alcoolismo, ansiedade, entre outros.

Estudos recentes concluíram que no Brasil, cerca de metade dos pacientes tem a doença na forma moderada a grave (existe uma forma de classificar isso), isso significa comprometimento importante da qualidade de vida, inclusive na profissão. Mediante essa classificação e avaliação de questionários de qualidade de vida, o médico é capaz de definir mediante protocolos já descritos, qual será a melhor forma de tratamento, e individualizá-lo mediante as outras doenças que o paciente apresentar concomitante.

E uma coisa muito importante: tabagismo altera a evolução do tratamento. Então, fumar já predispõe a tantas coisas ruins, para quem tem psoríase é prioridade parar de fumar para melhorar.

Fique ligado! Procure seu médico para avaliar sua pele frequentemente. Quanto antes diagnosticarmos as doenças, melhor será o tratamento.

 

 

Formada pela Universidade de Cuiabá-MT – CRM/MT 5166, com especialização em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD – RQE 3793 e Professora da Faculdade de Medicina de Várzea Grande – UNIVAG.